Situação Socioprofissional vs Assistente Dentário

No passado dia 28 de Abril, aproveitei o evento científico da ALDATMD para abordar este assunto. Mais concretamente, para falar dos vários fatores sociais e profissionais, na sua inter-relação e sobre a categoria profissional reconhecida para nós assistentes dentários.

(A situação socioprofissional que diz respeito ao Assistente Dentário, remete para vários pontos profissionais e sociais.)

Fatores sociais e profissionais:

– Condições de trabalho;

– Estatuto;

– Base Salarial;

– Riscos para a saúde;

– Ergonomia.

Após uma sondagem, elaborada com base nos testemunhos de alguns assistentes dentários, posso assumir, que nem sempre são respeitadas as devidas condições, apesar de direito por lei, ou por negligência ou por ignorância. É, assim, colocada em causa a dignidade da nossa categoria profissional.

Também, no que diz respeito aos fatores de riscos para a saúde e ergonomia, é pouca a informação que nos é dirigida, assumindo, assim, que estes serão pontos urgentes a ter em consideração para futuros estudos quantos às nossas verdadeiras funções.

A Categoria Profissional dirigida ao Assistente Dentário:

“Assistente de consultório – Auxilia o médico, executando trabalhos que não exijam preparação específica de determinadas técnicas, recebe os doentes, a quem transmite instruções, atende o telefone, marca consultas, preenche fichas e procede ao seu arquivo, arruma e esteriliza os instrumentos médicos e recebe o preço.”

in Portaria n.º 736/2006 – Diário da República n.º 143/2006, Série I de 2006-07-26

Ao analisar a categoria profissional destinada a nós, assistentes dentários, posso tirar uma rápida conclusão. A categoria profissional, a nós atribuída, não está minimamente atualizada ou adaptada às nossas verdadeiras funções. Por isso, tendo em conta a justiça profissional tenho, na minha opinião, que é importante uma rápida atualização da mesma – este é um dos principais pontos em que Associação Lusófona de Assistentes e Técnicos de Medicina Dentária estão a trabalhar. Mas, para que esta atualização, tão necessária, seja feita, é preciso mais que uma associação a lutar pelos direitos, e é extremamente necessário que se unam forças para se levantar a voz do ASSISTENTE DENTÁRIO.

Tendo em conta a situação socioprofissional do Assistente Dentário, é meu objetivo alcançar verdadeira valorização e reconhecimento da nossa profissão, pois com a saúde não se brinca, e essa é a primeira razão pela qual TODOS os profissionais de saúde devem estar abrangidos pelas devidas condições profissionais, de forma a prestar um serviço mais qualificado.